sexta-feira, 1 de outubro de 2010

A gatinha mochileira

Gata mochileira "adota" casal francês

A terceira integrante da viagem resolveu se unir à dupla nos Estados Unidos, para conhecer outros países nos ombros dos pais adotivos.
Sob o lema “dinheiro não compra felicidade”, o jovem casal francês Laetitia Casareto, 26 anos, e Guillaume Guimaraes, 23 anos, colocou o pé na estrada no dia 27 de setembro de 2008, e partiu de Miami, nos Estados Unidos, rumo a Ushuaia, capital da Terra do Fogo, localizada ao extremo Sul da Argentina. Nessa jornada de 15 mil quilômetros eles passarão por 13 países, gastando um euro cada um, por dia, para se alimentarem. O objetivo do “Turn of the World” é mostrar que “em um mundo em crise econômica, onde o dinheiro se torna uma obsessão”, é possível viver sem ele. O jovem casal pretende explorar o conceito de dinheiro nos países por onde passarão, através de encontros com pessoas pobres, ricas, da classe média, observando como deles fazem para viver ou sobreviver.
Ok, mas o que tem essa história toda tem a ver com bicho de estimação? É que Guillaume e Laetitia ganharam uma companhia quando ainda estavam nos Estados Unidos, mais precisamente, em Louisiana. Uma linda gatinha, com apenas dois meses, resolveu se juntar à dupla. Kitty, como foi batizada, não desgruda dos franceses.
Esperta, ela se ajeita nos ombros ou no pescoço de Guillaume, ou no colo de Laetitia, e assim vai cruzando fronteiras. O casal até improvisou uma mini sombrinha para que Kitty se proteja do sol, ou da chuva durante a viagem. Mas não pensem que Kitty dorme ao relento, desabrigada. Assim como os franceses ela dorme dentro da barraca, e com direito a cobertor.
Com apenas uma muda de roupa, o casal da França carrega apenas a barraca, cobertor, uma câmera de vídeo, saco de dormir, um fogão, um gerador de energia, e a gatinha. Para quem ficou curioso e quer saber mais sobre a aventura de Guillaume, Laetitia e Kitty, basta acessar: www.turnoftheworld.com.

Tentei reduzir o nº de fotos, mas não consegui, pois são todas lindas d+. 





















...viajar é um exercício para se perceber a vida.
Quando a gente olha para uma janela e já não percebe mais o que está do lado de fora;
Quando a gente olha para o amigo e já não conhece mais este rosto;
Quando a gente fala uma língua e já não percebe mais o que diz, está na hora de viajar.
Está na hora de viajar e se sentir estrangeiro.
E quando a gente volta, a gente consegue olhar pela janela, olhar para o amigo e falar a própria língua, quem sabe se sentindo estrangeiro na própria terra.
E, se sentindo estrangeiro na própria terra, a gente volta a viver...

Gilson Vargas (Diretor do programa  -  LONGE DE CASA)

Faças uma boa viagem e tenhas um lindo findi!!

6 comentários:

Romy disse...

Olá Fernanda,

Passei por aqui um pouco á pressa mas é para lhe agradecer as suas palavras, obrigada amiga!


1 beijinho

Margarete disse...

Oi Fê que linda essa história, essa gatinha parece a minha Isis .....
beijos.

Tato disse...

Ah... isso é tão lindo!!!

por Ateliê Alternativo: Daisy disse...

Olá amiga, que linda a estoria e a gatinha fofíssima, passei tbm para te desejar um final de semana abençoado e iluminado, fique com Deus bjs Daisy

disse...

Ai como eu queria ser essa gatinho e correr o mundo.
Fe muito obrigada pelo selinho e já coloquei na barra lateral do blog com carinho. E coloquei meu agradecimento no post do selinho.
Obrigada de coração você realmente é um doce.
Beijos de bom fimdesemana.

por Ateliê Alternativo: Daisy disse...

Olá amiga passei pra te desejar uma semana muito iluminada e abençoada, fique com Deus bjks Daisy