sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Partida e chegada

Tenho este texto guardado já algum tempo, porque achei maravilhosa a forma que o autor descreve e conduz a única situação em que todos nós, sem exceção, vivenciaremos um dia: a nossa própria morte.
Foto: Fernanda Eick
Quando observamos, da praia, um veleiro a afastar-se da costa, estamos navegando mar adentro, impelido pela brisa matinal. Estamos diante de um espetáculo de beleza rara. O barco, impulsionado pela força dos ventos, vai ganhando o mar azul e nos parece cada vez menor.
Não demora muito e só podemos contemplar um pequeno ponto branco na linha remota e indecisa, onde o mar e o céu se encontram. Quem observa o veleiro sumir na linha do horizonte, certamente explicará "Já se foi." Terá sumido? Evaporado?
Não, certamente. Apenas o perderemos de vista. O barco continua do mesmo tamanho e com a mesma capacidade que tinha quando estava próximo de nós. Continua tão capaz quanto antes de levar ao porto de destino as cargas recebidas.O veleiro não evaporou, apenas não podemos mais ver.
Mas ele continua o mesmo.
E talvez, no exato instante em que alguém diz: 'Já se foi", haverá outras vozes, mais além, a afirmar: 'Lá vem o veleiro."
Assim é a morte.
Quando o veleiro parte, levando a preciosa carga de um amor que nos foi caro, e o vemos sumir na linha que separa o visível do invisível dizemos: "Já se foi". Terá sumido?Evaporado?
Não, certamente. Apenas o perdemos de vista. O ser que amamos continua o mesmo. Sua capacidade mental não se perdeu. Suas conquistas seguem intactas, da mesma forma que quando estava ao nosso lado. Conserva o mesmo afeto que nutria por nós. Nada se perde, a não ser o corpo físico de que não mais necesita no outro lado.
E é assim que, no mesmo instante em que dizemos: Já se foi", no mais além, outro alguém dirá feliz: Já está chegando."
Chegou ao destino levando consigo as aquisições feitas durante a viagem terrena. A vida jamais se interrompe nem oferece mudanças espetaculares, pois a natureza não dá saltos. Cada um leva sua carga e virtudes, de afetos e desafetos, até que se resolva por desfazer-se do que julgar desnecessário.
A vida é feita de PARTIDAS e CHEGADAS. De idas e vindas. Assim, o que para uns parece ser a partida, para outros é a chegada.
Um dia partimos do mundo espiritual na direção do mundo físico; noutro partimos daqui para o espiritual, num constante ir e vir, como viajantes da imortalidade que somos todos nós. Pense nisso!
Victor Hugo, poeta e romancista francês que viveu no século XIX, falou da vida e da morte dizendo:
"A cada vez que morremos ganhamos mais vida. As almas passam de uma esfera para a outra sem perda da personalidade, tornando-se cada vez mais brilhantes. eu sou uma alma. Sei bem que vou entregar à sepultura aquilo que não sou. Quando eu descer a sepultura, poderei dizer, como tantos: meu dia de trabalho acabou. Mas não posso dizer: minha vida acabou. Meu dia de trabalho se iniciará de novo na manhã seguinte: O túmulo não é beco sem saída, é uma passagem.
"Fecha o crespúsculo e a aurora vem abri-lo novamente."
.
Livro: Quem tem medo da morte.
De: Richard Simonetti

.
Guris e gurias, bom findi!!

7 comentários:

EdiArt disse...

Passei para agradecer a sua visitinha e dizer que adoro sua postagens e blog, sim fiquei feliz pelo Zeus, agora, Frederico Augusto que chic!!
tenha um ótimo final de semana.
bjs

Faniquito disse...

Oii, Fê !!!

Ah que liiindo. Sei que a única certeza que temos nessa vida é a de que um dia iremos morrer e muitas vezes perder aqueles que mais amamos, esse texto é perfeito e traduz muito bem essa sensação.

Vc se incomoda que eu coloque esse texto no meu faniquito mimos, darei o crédito claro.

Bom findi

Beijinhos

Ana

Iram M. disse...

Que lindo, Fê!
Por que será que na hora que perdemos alguém que amamos muito, não pensamos assim, né? Isso aliaria tanto a dor do momento.
Lindo, minha amiga.
Tenha um lindo fim de semana!

Beijos

coisas da gansinha rosa disse...

Ave Maria!!!!!! Isso mesmo Fernandinha!!!!! Que coisa maravilhosa a gente acreditar que eh assim! Eu tenho certeza! A gente nao passa certas coisas por nada, tudo eh aprendizado. bjks!!!

Romy disse...

Olá Fê,


Passei para lhe desejar

Bom fim-de-semana

Bj

Nídia e Patrícia Martins disse...

Oi Fê... tdo bem ?

Tem selinho de presente para vc em nosso Blog Criação em Arte (www.criacaoemarte.blogspot.com)

Um grande abraço !!! Patrícia e Nídia

Provance Home Banho disse...

Amigaaaaaaa...

Saudades de vc !!
Este texto é exemplar , lindo , perfeito sim ....como seria bom pensarmos sempre assim nehhh..é difícil , mas não impossível , precisamos lembrar sempre !!
Saudades de sua amizade , bjussssssssss
Ahhhh , e as camisetas ???